A posse dos novos vereadores de Embu das Artes pelo quadriênio (2017 -2020) e a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal ocorreu nesse... Hugo Prado é eleito presidente da Câmara de Embu, mas assume prefeitura à espera de Ney; Carlinhos assume legislativo

A posse dos novos vereadores de Embu das Artes pelo quadriênio (2017 -2020) e a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal ocorreu nesse domingo, dia 1º. Eleito presidente do Legislativo Municipal com 14 votos, o vereador pelo PSB Hugo Prado irá assumir o legislativo de forma interina até a decisão final da Justiça sobre o caso Ney Santos. Como vice, a Câmara empossou o vereador do PSC Carlinhos, que no ausência de Hugo ficará incumbindo de administrar a Casa. A posse foi marcada pela leitura de uma carta com autoria atribuída a Ney Santos. Ele desejou sorte aos vereadores e afirmou que permanece foragido por temer por sua vida, mas que logo deverá se apresentar à Justiça.

Hugo foi eleito presidente da Câmara, mas assumirá prefeitura na ausência de Ney Santos - Foto: Alexandre Oliveira

Hugo foi eleito presidente da Câmara, mas assumirá prefeitura na ausência de Ney Santos – Foto: Alexandre Oliveira

Com direito a lotação do plenário Mestre Gama pelos apoiadores do prefeito eleito da cidade, Ney, que ainda permanece foragido da Justiça em busca, segundo o próprio, de entender parte da acusação sobre ele, a sessão que empossou os 17  novos vereadores da cidade foi marcada por discursos emotivos e muitas dúvidas no novo cenário político da cidade.

Sereno em sua fala, demonstrando estar ciente do desafio que enfrentará nos próximos meses, o novo presidente eleito do Legislativo Municipal, que assumirá a prefeitura de forma interina, Hugo Prado, exaltou a participação popular dos moradores de Embu das Artes e o apoio conquistado nas urnas. Ele também destacou que não foi eleito para exercer o cargo de prefeito, mas que na eventualidade assumirá a prefeitura de forma a contribuir para que a cidade não seja penalizada pela situação política. “Eu não fui eleito prefeito, meu cargo hoje na cidade é de vereador. Infelizmente o que está acontecendo  em nossa cidade não deixa só minha pessoa triste, mas também os munícipes”, disse em tom de apoio ao prefeito eleito nas urnas com 79,45% dos votos válidos, Ney Santos.

Plenário da Câmara ficou lotado no ato de posse dos novos vereadores para o quadriênio 2017 - 2020

Plenário da Câmara ficou lotado no ato de posse dos novos vereadores para o quadriênio (2017 – 2020) – Foto: Alexandre Oliveira

Já a frente da Câmara, Carlinhos do Embu deu o tom de como será o legislativo e a nova composição do executivo que deverá manter o grupo de apoio conquistado por Ney durante a campanha eleitoral. Informações indicam que todos os nomes do novo secretariado da cidade, já pré-selecionados e guardados sob sigilo, estão definidos. Segundo Hugo, a informação será repassada a imprensa em breve.

Ainda no evento de posse dos vereadores, Hugo concedeu uma entrevista coletiva destacando que espera a volta de Ney para cidade e que ele assuma a prefeitura em breve. Para o prefeito interino, sua missão será cumprir com as agendas do município, buscando conciliar sua experiência administrativa adquirida nos últimos anos como assessor direto do agora ex-prefeito, Chico Brito.

Hugo não contou com três votos para sua eleição à presidente da Casa Legislativa. Júlio Campanha se absteve do voto. A vereadora Rosângela Santos votou em si própria e a vereadora Dr. Bete não foi a sessão por motivos de saúde.

A mesa diretora foi composta por Hugo Prado (presidente), Carlinhos do Embu (vice-presidente), Edvânio Mendes (1º secretário), Danilo Alves (2ºsecretário) e Jefferson Siqueira (3º secretário).

A Câmara agora deverá convocar o suplente pelo PTC, Marcão, que obteve 1.179 votos (coligação PSB-PTC) para completar a cadeira de número 17 da Câmara até o retorno de Hugo.

 

Por Alexandre Oliveira / Linhas Populares

 

Nenhum comentario.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Necessário*