Cerca de 100 manifestantes interditavam uma das faixas da Régis Bittencourt, na altura do KM 270, pista sentido capital. O grupo formado por sindicalista... Manifestantes interditaram uma faixa da BR 116 sentido capital em apoio a Greve

Manifestantes se concentraram no canteiro da BR 116 após liberarem ao tráfego uma das pistas sentido capital  – Reprodução

Cerca de 100 manifestantes interditavam uma das faixas da Régis Bittencourt, na altura do KM 270, pista sentido capital. O grupo formado por sindicalista e apoiadores da “greve geral” convocada por Centrais Sindicais em todo país contra a reforma da Previdência ocasionou um grande congestionamento na região. Por volta das 10h30 desta sexta-feira, dia 28, os manifestantes se concentraram em um dos canteiros da BR, liberando a Rodovia.

De acordo com informações há manifestações com interdições em vias de grande circulação em todas as regiões da capital São Paulo e região metropolitana. Os ônibus intermunicipais da viação Miracatiba e Pirajuçara não estão circulando após seus funcionários declararem adesão a greve no dia de hoje. Os ônibus municipais em Embu das Artes estão circulando normalmente.

No Metrô apenas a Linha Amarela está em pleno funcionamento. Trens da CPTM não estão operando.

Ainda na quarta-feira (26), o presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, Hugo Prado, anunciou Ponto Facultativo na Casa de Leis, em apoio aos grevistas, contra a Reforma da Previdência. A prefeitura municipal de Embu não aderiu a paralisação. “Essa reforma deve ser amplamente discutida com todas as classes sociais e bases, não adianta colocarmos o povo para pagar uma conta, sendo que os bancos devem bilhões de reais para a nossa Previdência, e não fazemos nenhuma ação […] Em consonância com os meus pares, nesta próxima sexta-feira, dia 28, decretaremos aqui neste Legislativo ponto facultativo, para que a gente possa manifestar nossa posição contrária à reforma da Previdência neste momento. Não podemos deixar que o trabalhador, que em todos os casos, em todos os governos, acabam sendo os responsáveis por pagar essa conta”, disse Hugo ao final da Sessão.

 

*Redação / Linhas Populares

 

 

Nenhum comentario.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Necessário*