O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferiu na noite dessa terça-feira (25) o registro de candidatura do prefeito eleito por Embu das Artes com 64.828... TSE defere registro de Ney Santos; novo prefeito de Embu critica postura de derrotados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferiu na noite dessa terça-feira (25) o registro de candidatura do prefeito eleito por Embu das Artes com 64.828 votos (79,45%), Ney Santos, após decisão unânime do plenário. Na decisão, Ney foi absolvido da acusação de “captação ilícita de sufrágio” movida por seus opositores ainda na campanha de 2012, quando concorreu a vereador no município. A decisão extingue a ação que poderia retirar Ney da posição de futuro prefeito por Embu das Artes. Na Câmara, Ney pediu que Geraldo Cruz e Pedro Valdir, opositores à sua candidatura, que “parem de gastar dinheiro com advogados e aceitem o voto popular”.

Ney criticou postura de Geraldo Cruz e Pedro Valdir na tentativa de impugnarem seu registro de candidatura no TSE; tribunal rejeitou parecer e manteve Ney prefeito eleito por Embu das Artes - Foto: Alexandre Oliveira

Ney criticou postura de Geraldo Cruz e Pedro Valdir na tentativa de impugnarem seu registro de candidatura no TSE; tribunal rejeitou parecer e manteve Ney prefeito eleito por Embu das Artes – Foto: Alexandre Oliveira

A decisão do TSE segue o parecer do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) que deferiu a candidatura de Ney ainda no processo de campanha do candidato. Os ministros rejeitaram o parecer do vice-procurador Geral eleitoral de São Paulo.  Na decisão a ministra, relatora do recurso, Luciana Lóssio, argumentou que não havendo exclusividade de julgamento na questão da ficha limpa, entre o TSE e os TREs, descabe falar na incidência da inelegibilidade.

Ney comemorou a decisão na sessão desta quarta-feira (26) enaltecendo o papel de seu corpo de advogados que agiram no caso e criticando seus concorrentes postulantes a prefeitura municipal. Para Ney, agora é importante que todos se “unam” para trabalhar em prol da cidade. “Advogados caros e ex-ministros foram contratados para nos atrapalhar […]  e o Pedro Valdir não está agora aqui para ouvir isso. Ele e o Geraldo Cruz tem que entender e respeitar os 80% dos votos que tivemos da população. Eles tem que entender que a eleição acabou no dia 2 de outubro, e não há um terceiro tempo que é o que eles querem. Se não tiveram competência de apresentar o seu projeto e convencer a população a elegerem a eles porque eles estão perdendo tempo e gastando dinheiro tentando tirar da gente o mandato que Deus e o povo nos deu”, disse.

Ney já viajou para Brasília visitando deputados aliados em busca de recursos para o município. “Acho que é hora de união pelo bem de Embu das Artes, por isso estive em Brasília me reunindo com a bancada federal, em busca de recursos para nossa cidade. A campanha terminou, portanto, é hora de trabalhar e enrolar a bandeira”, disse Ney à “Folha do Pirajuçara”.

 

Redação com informações – Folha do Pirajussara.

Nenhum comentario.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Necessário*